REM MT lança cartilhas para mulheres

O REM MT
Programa REDD
Early Movers - REM
O Programa REM MT é uma premiação dos governos da Alemanha e do Reino Unido, por meio do Banco Alemão de Desenvolvimento (KfW), ao Estado de Mato Grosso pelos resultados na redução do desmatamento. O REM MT beneficia aqueles que contribuem para manter a floresta em pé, como os agricultores familiares, pequenos e médios produtores que praticam a agropecuária sustentável, povos e comunidades tradicionais e os povos indígenas. O REM MT também realiza o fomento de iniciativas que estimulam a economia de baixo carbono e a redução do desmatamento, a fim de reduzir as emissões de CO2 no planeta

15.053

Famílias
beneficiadas
diretamente

Meta
26.900
0 %

43

Povos beneficiados
Pelo REM MT nas 7 regionais

Meta
22
0 %

3.843.599

Hectares sob
manejo de baixo
carbono

Meta
82.567,55
0 %

4.144.000.000

Investimentos
Privados
para
produção baixo
carbono

Meta
200.000.000
0 %

10.091.830

MtCO² e reduções
de emissões
de
desmatamento
remuneradas

Meta
8.940.000
0 %
Comunicação
Notícias
Vídeos
REM MT
E SEUS LEGADOS
Atuação
Subprogramas
Mapa
Áreas de atuação
Depoimentos
Sobre o REM MT

“Notamos uma diferença entre as áreas onde o programa tem atividades e as áreas que estão fora do programa. Então, estamos bastante confiantes de que esse programa faz bastante diferença na vida das pessoas, além de também manter a floresta em pé, que hoje está muito ameaçada”.

Klaus Köhnlein
Gerente do Portfólio do Departamento de América Latina e Caribe do Banco Alemão KfW

“Foi muito bom ter a oportunidade de conhecer a história da comunidade, que passou por tempos difíceis e conseguiram criar e proteger a sua cultura aqui. É muito importante que o Reino Unido e outros países ajudem a proteger essas áreas onde as famílias podem produzir produtos locais, nativos e podem ajudar a comunidade a crescer”.

Svenja Bunt
Gerente do Programa REM MT no Reino Unido

“O REM MT contribuiu para um aumento de 300% na capacidade do estado no combate ao desmatamento, esse é um número a se celebrar. Outra contribuição importante foi a sala de monitoramento de combate ao desmatamento. Esse trabalho é uma referência para outros estados da Amazônia Legal, é motivo de orgulho para o REM e pro estado também”.

Melanie Hopkins
Encarregada de Negócios da Embaixada do Reino Unido no Brasil

“O foco do Reino Unido, através dessa ênfase nos povos indígenas e nas comunidades locais é ajudá-los a se estabelecer onde eles vivem, para que não seja mais difícil e continuem marginalizados do jeito que foram por gerações. Nós vamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para dar suporte aos povos indígenas”.

Zac Goldsmith
Ministro de Estado para Territórios Ultramarinos, Comunidade, Energia, Clima e Meio Ambiente do Reino Unido

“Muito mais do que recursos, isso mostra o reconhecimento e a confiança dos dois países (Alemanha e Reino Unido) no trabalho que estamos desempenhando aqui em Mato Grosso pela preservação e desenvolvimento sustentável. É um serviço que estamos prestando ao planeta e contribuindo com a redução das mudanças climáticas”.

Mauro Mendes
Governador de Mato Grosso

“A pecuária no Brasil continua sendo feita como se fazia há 100 anos. Mas, desde que entramos no projeto, a realidade é outra. É anos-luz daquela administração tradicional. Tudo que a gente aprendeu, sabemos que não podemos viver sem. Foi plantada a semente”.

Nilce Meneguetti
Produtora Rural de Nova Guarantã do Norte

“Como parte da nova geração de produtores rurais, acho importantíssimo buscar alternativas mais sustentáveis para aumentar a produtividade nas chamadas ‘áreas consolidadas’. Convidei meu pai para vir comigo e foi interessante ver como alguém experiente como ele recebeu o conteúdo com curiosidade e ‘cabeça aberta”.

Bruna Zanatta
Produtora Rural

“Estamos passando por um momento muito feliz, porque já estávamos perdendo os nossos membros. Porque tiveram que sair à procura de outro trabalho e sustento, porque aqui está ficando difícil mesmo. Com esse novo trabalho, essa nova aprendizagem, os meus filhos, irmãos e minha família estão voltando para a aldeia. É muito gratificante”.

Bruna Zanatta
Cleide Monzilar Vice-cacica aldeia Águas Correntes, povo Umutina/Balatiponé

“O importante é que o REM chega nas comunidades com muita força e faz a diferença. Dá a garantia e dá um ânimo nas comunidades. Tem que sair do papel pra gente chegar onde tem que chegar”.

Rubem Alves
Retireiro de Luciara

“O REM fez uma grande diferença na vida das associações. A gente conseguiu ampliar, não tínhamos antes um escritório próprio. Hoje, graças a Deus, temos o escritório aqui do lado, a gente conseguiu fazer uma reforma, fez pintura, compramos uma placa solar, que fez muita diferença nos Cecafs, porque o consumo de energia era bastante elevado”.

Célia Maria
Presidente de Aderjur

“Antes do REM éramos uma coisa, não éramos vistos. Hoje, depois do REM, somos vistos, por isso que estou sentado nessa mesa aqui. Eu agradeço e tenho gratidão pelo REM e GIZ, porque antes nem o governo e ninguém ia na nossa comunidade, ver se precisávamos de alguma coisa. Está beneficiando todas as comunidades da região”.

João Bispo
Quilombola e Representante da Coordenação Nacional de Articulação de Quilombos (CONAQ)

“O REM é um grande catalisador, na medida em que ele integra instituições e agências que estão numa interface contra o desmatamento. E isso melhorou e potencializou a efetividade nos resultados. É claro que é um serviço que ainda tem muito a crescer e amadurecer, mas a primeira fase do nosso diagnóstico é bastante positiva”.

Fagner Augusto do Nascimento
Tenente-coronel do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental

“Uma ação como esta, além de favorecer o fortalecimento das mulheres como protagonistas na família e comunidade, auxilia a comunidade na diversificação e geração de renda. Também fortalece a importância da organização social, já que o empreendimento está caminhando por conta do trabalho conjunto entre gestão e produtores de pequi”.

Ana Carolina Bogo
Coordenadora do Instituto Ouro Verde (IOV)